Envelopes personalizados: principais diferenças, aplicações e vantagens


Envelopes personalizados: principais diferenças, aplicações e vantagens


Envelopes são sempre úteis e necessários no envio de correspondências e no trânsito de documentos. A personalização dessa ferramenta pode fazer sua marca e slogan circularem grandes e curtas distâncias, chegando sempre na mão (literalmente) de quem interessa.
Mas nem sempre é fácil escolher entre tantos tamanhos, formatos e modelos diferentes de envelopes. Por isso fiz esse resumo, simples e prático, para ajudar a entender essas variações na hora de definir os modelos de envelopes que melhores se encaixam na sua papelaria personalizada.

Existem tamanhos/formatos e modelos padrões que facilitam a produção dos envelopes. Isso não impede que você possa optar por um modelo exclusivo que se diferencie ou se adapte melhor ao seu negócio. Os padrões são definidos principalmente pelo método de produção e existem diversas formas de produzir um envelope personalizado, as mais comuns são:

► Impressão em envelopes prontos: nesse caso o envelope já vem pronto da fábrica, na personalização é feita uma impressão na frente ou dos dois lados do envelope.
Vantagens: geralmente é o processo mais barato e em alguns casos e formatos é possível imprimir em casa ou no escritório.
Desvantagens: são poucas variedades de material, tipo de papel e gramatura, além de não ser possível a impressão nas bordas e na solapa (aba livre para fechamento do envelope), nem de aplicação de acabamentos. Portanto sua customização é limitada.

► Padrão gráfico: nesse caso a gráfica ou editora já tem seus formatos e padrões definidos, no caso a faca de corte padrão. A impressão é feita no material antes de ser cortado, dobrado e colado. Em outras palavras… a gráfica fabrica o envelope imprimindo depois cortando e montando.
Vantagens: permite impressão na solapa, permite impressão em toda a área do envelope (inclusive nas bordas), possibilita grande variedade de material, vários tipos de papéis, gramaturas diversas e ainda possibilita a aplicação de detalhes e acabamentos especiais, como relevo e verniz localizado.
Desvantagens: o custo de produção pode ser um pouco alto que na impressão em um envelope já pronto.

► Produção com corte ou faca especial: aqui sim temos um caminho totalmente customizável! Nesse caso o designer desenha a faca que será utilizada para o corte do envelope.
Vantagens: permite 100% de personalização, incluindo personalização de tamanho, formato e modelo, além de impressão em toda a área do envelope, acabamentos especiais e janelas com qualquer formato. Possibilita inclusive a definição de formato exclusivo.
Desvantagem: a produção da faca para o corte desse envelope é um pequeno custo extra.





Segue a lista com os tamanhos e modelos mais utilizados.

1. Envelope Saco

Tamanho de fábrica: 24cm x 34cm (tamanho fechado)
Tamanhos gráficos comuns: 24cm x 34cm até 25cm x 35cm (tamanho fechado)

Cabe com um pouco de sobra folhas tamanho A4 ou Ofício sem a necessidade de dobrá-las, além da pasta. Importante: algumas fábricas e gráficas produzem esse formato em tamanho 22cm x 31cm ou 22cm x 32cm, que pode ser muito justo além de não caber uma pasta.

2. Envelope Saco Plus

Tamanho de fábrica: 26cm x 36cm (tamanho fechado)
Tamanhos gráficos comuns: 26cm x 36cm (tamanho fechado)

Por ser um pouco maior do que Envelope Saco, esse tamanho Plus transporta um volume maior de documentos ou até mesmo um caderno capa dura.

3. Envelope Meio Saco

Tamanho de fábrica: 18cm x 25cm (tamanho fechado)
Tamanhos gráficos comuns: 18cm x 25cm até 20cm x 28cm (tamanho fechado)

Contrário do que o nome sugere, esse envelope não é metade do tamanho do modelo Saco, mas cabe com sobra uma folha tamanho A4 ou Ofício dobrada ao meio. Esse modelo tem o tamanho menor mas utiliza quase a mesma quantidade de material para ser produzido, assim, as abas coladas que o sustentam são mais largas. Isso aumenta a resistência, permitindo o transporte mais seguro dos documentos. Ideal para peças gráficas com alta gramatura, catálogos, livretos, manuais e fotografias.

4. Envelope Ofício

Tamanho de fábrica: 11,4cm x 22,9cm (tamanho fechado)
Tamanhos gráficos comuns: 11,4cm x 23cm (tamanho fechado)

Esse é o envelope mais comum, geralmente utilizado para boletos, faturas e demais documentos que cabem nesse formato ou podem ser dobrados.

5. Envelope Carta

Tamanho de fábrica: 11cm x 16cm (tamanho fechado)
Tamanhos gráficos comuns: 10cm x 15cm até 11cm x 16cm (tamanho fechado)

Muito utilizado em correspondências informais ou institucionais como convites, malas diretas e cartões postais.


Papéis e gramaturas

Nos casos dos envelopes que já vem prontos de fábrica, as variedades mais comuns são:
  • Papel sulfite branco nas gramaturas 63g, 75g, 90g e 120g.
  • Papel kraft cor natural (pardo) nas gramaturas 75g e 110g.

Para padrões gráficos e para produções com corte especial (faca) as variedades mais comuns são:
  • Papel sulfite ou offset, branco de 60g até 180g
  • Papel reciclato cor natural nas gramaturas 75g até 180g.
  • Papel super bond, igual ao sulfite, utilizado em menores gramaturas mas com as opções de cores características azul, verde, rosa, canário e ouro.
  • Papel color plus, é idêntico a uma cartolina com uma imensa variedade de cores incluindo as metalizadas. As gramaturas comuns em envelopes de até 180g.

DICA: quanto maior a gramatura mais resistente e mais pesado o envelope fica, assim, quanto menor a gramatura mais leve e menos resistente.


Janelas
Corte que revela parte do conteúdo que o envelope transporta. Pode ser vazado ou lacrado com plástico transparente. Muito prático pois dispensa etiqueta ou impressão das informações do destinatário.

Autocolantes
Possui uma fita autoadesiva da solapa, facilitando o fechamento do envelope.

Autocolantes com picote
Tem um picote na parte autoadesiva da solapa, que funciona como um lacre de segurança. Uma vez fechado e colado, o envelope só poderá ser aberto rompendo a parte picotada violando o lacre.

Envelope Vai e Vem
Esse envelope é fechado com um cordão amarrado em botões. Isso substitui cola e a etiqueta, permitindo a reutilização do mesmo envelope muitas vezes.

Envelope sanfona
Semelhante a uma sacola, possui mais profundidade e mais volume.

Envelope bolha
Tem uma camada de plástico bolha na parte interna do envelope para proteger conteúdos frágeis.

Normas da ABNT

As normas e padrões técnicos para fabricação de envelopes para correspondência são instituídos pelas seguintes publicações: ABNT NBR 12972:2009 - Tecnologia gráfica – Envelope convencional de papel para correspondência; e a ABNT NBR 13314:2009 - Tecnologia gráfica - Envelope tipo saco de papel para correspondência – Especificações.

Antigamente haviam mais de 60 formatos de envelopes, com a aplicação das normas esse número fica reduzido para 13 formatos. Isso trouxe alguns benefícios como a redução do custo de aquisição para os usuários.



DICA: um designer criativo e experiente pode oferecer ótimos resultados em qualquer um desses processos de produção, tamanhos e modelos, até mesmo criar um exclusivo para o seu negócio. Quer uma boa indicação? contato@alvarob.com